Imagem da semana

1 07 2010





Poema: Palavras ao vento

28 06 2010

O tempo passa e perguntas surgem.

O que ocorreu? O que ocorrerá?

Nos perdemos em pensamentos e palavras.

Nem ao menos sabemos se esses pensamentos e palavras eram certos.

Conversamos, trocamos sonhos, ideias, nos unimos, brigamos e nos separamos.

Vivemos uma vida em meio a outra, nos tornamos quentes, frios e ficamos confusos,

Ou talvez não tenhamos feito nada disso, quem pode provar?

O passado já se foi, o presente é o que é, o futuro simplesmente ignoramos,

Assim é mais fácil, ou o certo, afinal, tempo não existe, nós o inventamos.

Soltamos palavras ao vento, não para que o vento as levasse, mas para podermos seguilas.

Esperávamos encontrar um outro lugar, diferente, ao menos esperávamos encontrar algo,

Talvez tenhamos encontrado, mas a verdae é que não jogamos palavras ao vento,

Jogamos nós mesmos.

O vento nos levou sim, como deveria levar as palavras,

Mas nós não sabemos para onde.

Tudo é estranho, ou pelo menos achamos isso.

Nós, nós, nossos acontecimentos, nossa vida.

Ou apenas meus?

Victor Pessoa 28/06/2010





Simplicidade incompreendida

27 06 2010

Me peguei esses dias, depois de uma longa e exaustiva semana de provas, pensando e refletindo sobre o nada, deitado aleatoriamente na minha cama com um ventilador sendo o único companheiro.

Joguei a cabeça pra um lado, depois pra outro, os pensamentos acompanhavam o movimento.Parei de pensar, voltei a pensar, e coloquei o rosto contra o vento. Não era um daqueles momentos de indagação existencialista ou algo do tipo..foi mais como se toda a vida tivesse entrado pela minha boca, explodido a minha mente, criando todo uma nova concepção de vida que saiu pela boca e se instaurou ao meu redor deixando a minha cabeça coçando, enquanto o ventilador rodava.

Tem aquela famosa frase ” A vida é o que acontece enquanto você está fazendo planos”,  ela está totalmente errada. Acontecem tantas coisas ao mesmo tempo, em tantos lugares, em tantos momentos que quando você estipula o que é vida você está na verdade descartando outros modos de vida.

O que eu quero dizer, é que eu percebi que hoje eu estou seguindo um caminho “whatever”, no sentido de “se eu estou gostando tá bom”, e não é bem assim que as cosias funcionam, porque as pessoas acabam jogando isso pra outras pessoas, isso não tá certo.Tem muitos outros caminhos e direções, vários lugares pra parar e placas diferentes.

Esses caminhos todos, as placas, as pessoas, isso deixa tudo muito confuso. Sabe quando uma pessoa joga um jogo pela primeira vez? Ela não entende as regras e para jogar ela vai criando as próprias estratégias e concepções, mas conforme ela continua jogando, ela vai adquirindo certos conceitos do que funciona ou não, e perde toda aquela criatividade que ela tinha inicialmente. Assim você deixa de jogar o jogo, você executa funções, as vezes sem pensar… e com a gente não poderia ser assim, nossas ações, nossos pensamentos, nossos sentimentos?

E foi isso que se formou depois da explosão da minha mente, milhares de pensamentos sobre pensamentos. Se eu sigo um caminho é porque eu estou decidido disso ou minhas pernas se acostumaram a andar? Eu ainda to muito confuso sobre isso, mas se for pra continuar andando por ai, vou pelo menos tentar andar diferente.





Imagem da semana

24 06 2010





Anime: Honey and Clover

13 06 2010
Me recordaram recentemente desse anime, e resolvi falar um pouco dele aqui.
_
A obra conta a história de 5 jovens que estudam em uma universidade de artes em Tóquio. São contadas histórias e situações mirabolantes deles, ao longo dos 5 anos que ficam na universidade. A obra tem um clima leve e muito envolvente, nada de super lutas, explosões, etc… logo, se você é uma pessoa que quer muita ação e adrenalina, melhor procurar outra coisa.
_
Dentro da história, ocorrem situações muito comuns nessa fase da vida e é isso que a obra explora, como amores incompreendidos, brigas entre amigos, saber o que quer ser, o que fazer para o futuro, etc. Cada personagem tem uma personalidade forte, que se destaca diante de cada situação, e você com certeza vai se identificar com algum deles.
Sabe quando você quer esquecer do mundo e ficar apenas vendo um programa legal e relaxar? Bem, “Honey and Clover” é a pedida certa nessa hora. Normalmente histórias que falam de amor e jovens acabam sendo totalmente clichês e horríveis de assistir, mas essa obra é diferente, tem um toque único e eu recomendo a todos assistirem.
_
Para finalizar, vou deixar vocês com a abertura nada convencional do anime, espero que gostem. Aquele abraço.




Poema: A distância

7 06 2010

Não conseguimos perceber o quão grande é o nosso mundo

Podemos calcular a distância entre duas estrelas

Mas não sabemos calcular a distância entre duas pessoas

Isolados em nossas próprias construções, nos escondemos da luz

A luz que viaja por todo um nada

Ao nos tocar ela nos mostra…

Somos nada

_

Somos nada pois a luz que toca meu rosto toca o teu também

Toca o rosto da arara, da zebra e do pinguin

Do pobre, do rico e do hippie

Toca o branco, o negro e o amarelo

O homem e a mulher

E nem imaginamos a distância que separam todos esses

Se estamos muito longe

Ou se estamos muito perto

_

Sozinhos e perdidos só estamos a procura de uma coisa

De algo que não importa a distância sempre possamos dizer

Está perto

_

Victor Pessoa  07/06/2010





Tenacious D in The Pick of Destiny

3 06 2010

Trago aos meus leitores mais uma análise/dica de filme. Um dos maiores clássicos da década, “Tenacious D in The Pick of Destiny” é a prova de que bastam boas ideias para gerarem um grande filme.

Primeiramente, “Tenacious D” é uma banda real de rock, formada pelos grandes Jack Black e Kyle Gass (vocês com certeza já os viram). O filme conta a história da formação da banda, de forma fictícia, é claro.

Uma nova maneira de fazer um musical e uma nova maneira de fazer comédia.Eu definiria assim esse filme. Filmes que conseguem misturar elementos são os meus favoritos.Não somos feitos só de alegria, não vivemos só de adrenalina, em fim, misturar é o que há viva o lado coca cola da vida.

Embora o filme não tenha feito um sucesso estrondoso, como outras obras, é um filme que você não cansa de assistir, você pode assistir com os amigos (dica pro fim de semana), além de ser um filme que vai te inspirar a ser um rock star!

Em uma parte do filme tem uma referência ao filme “Laranja Mecânica”, eu não entendi o porque, mas isso só me fez gostar mais do filme! Sem contar a participação do grande (sem trocadilhos) Dio (agora é heaven ou hell?). Se você tem preconceitos com drogas, heavy metal, e afins, bem…o filme trata isso de uma forma bem humorística, não levem a sério.

Mais do que contar a formação da banda, o filme é uma visão caricaturada do desejo de muita gente, do imaginário de muito pseudo rockeiro ai.

Por mais, não posso fazer spoiler (é difícil colocar alguma imagem ou cena de um musical/comédia), portanto, deixo vocês com a dica e o trailer. Aquele abraço.